Criação de novas cores

No passado haviam diversas técnicas para alterar as cores das tulipas, alterando naturalmente as camadas superiores e mais baixas dos pigmentos da flor. Foram criadas variadades históricas pelos tulipomaníacos holandeses, estes, infectavam tulipas com vírus “potyvirus”, “aphids” de pessegueiros e “persicae de myzus”, produzindo flores fantásticamente bonitas, porém fazia com que a planta infectada morresse rapidamente.

Atualmente, estas técnicas virais para modificações das cores das tulipas foram erradicadas completamente, e é possível obter cores variadíssimas, inclusive a cor negra, tarefa biologicamente muito difícil, mas obtida através dos offsets (enxertos) ou sementes. Se a planta é geneticamente clone da planta pai, o offset é a única maneira de ampliar o estoque para o cultivo de uma cor específica de tulipas, a Tulipa Negra, por exemplo.

Entretanto, os produtores de tulipas devem ser muito pacientes, qualquer inovação em uma cor padrão da tulipa exige estudo e inúmeros testes de laboratórios para se obter uma cor específica.

Como cultivar os bulbos de tulipas comprados “novinhos em folha”

Já vimos aqui no blog como é, no Brasil, o replantio dos bulbos de tulipas que já morreram, no qual é preciso retirá-los da terra e submetê-los a um tratamento bastante complicado, onde o controle da temperatura é fundamental para dar bom resultado, obtendo assim uma nova florada. Agora vamos conhecer o passo a passo de como cultivar os bulbos comprados “novinhos em folha”. São 6 passos simples:

1º Passo

Prepare o solo onde você deseja cultivar as tulipas. Quebre os torrões e are a terra. As tulipas precisam de um solo bem fofo e com excelente drenagem para evitar encharcamentos.

2º Passo

Com a ajuda de uma pá, enterre os bulbos a uma profundidade de 15 cm.
Os bulbos devem ficar com os brotos ou pontas para cima.

3º Passo

Se você quiser formar um maciço, plante mudas com uma distância de 10 cm entre si. Calcule cerca de 30 pés por metro quadrado. É o ideal.

4º Passo

Se preferir cultivar em vasos, não plante mais de cinco mudas em um vaso de 15 cm de diâmetro.

5º Passo

A rega deve ser mínima. Mantenha o solo úmido, mas nunca encharcado. O excesso de água facilita a proliferação de fungos, que prejudicam as tulipas.

6º Passo

Depois da primavera vem a época de floração. Deixe passar um mês e colha as mudas.
Conserve-as em um lugar arejado e fresco até o outono seguinte.

Importante

  • É importante plantar as tulipas no outono porque as mudas precisam acumular horas de frio para sair do estado de latência e desenvolver seu sistema radicular.
  • Se você mora em um lugar onde as estações não são bem definidas, coloque as mudas no começo do outono na bandeja de verduras da geladeira e plante-as depois de dois meses.

Fonte: Bem Verde

Como comprar e cultivar

O cultivo de tulipas é tarefa delicada e trabalhosa.

Embora as tulipas não se adaptem bem ao clima brasileiro, é possível induzir a planta a dar, pelo menos, mais uma floração, simulando as condições climáticas do seu habitat natural para estimular os bulbos a rebrotarem.

Para isso, ao adquirir um vaso de tulipas dê preferência aos que ainda estejam com as flores em botão, permitindo-lhe usufruir da beleza da flor por mais tempo. O vaso deverá ser conservado em um local fresco e com luminosidade, evitando-se os ventos e o sol forte. Alguns colocam algumas pedras de gelo sobre o substrato (mistura de terra) no vaso, pela manhã e ao entardecer, a fim de diminuir o excesso de calor.

Tão logo as flores da planta murchem, corte-as, inclusive as folhas. Retire então os bulbos do substrato, limpe-os cuidadosamente com o auxílio de uma escova macia e mantenha-os em local fresco e arejado por cerca de 3 meses, sem deixar que se molhem.

Após esse período, plante os bulbos em um novo vaso, com terra vegetal umedecida, sem que esteja encharcada. Embrulhe o vaso assim preparado em um plástico e guarde-o no congelador da geladeira durante cerca de 6 meses, a uma temperatura ideal entre 2 e 5 °C. Passado esse tempo, retire o vaso da geladeira e coloque-o em um local fresco e com boa luminosidade por mais 2 meses, mantendo a terra sempre úmida. Após esse procedimento, o vaso novamente embrulhado em plástico deve retornar ao congelador, onde deve permanecer por mais 6 meses. Concluída esta etapa, o vaso deverá ser colocado em um local iluminado: a tulipa deverá florescer num período entre trinta a cinqüenta dias.