Criação de novas cores

No passado haviam diversas técnicas para alterar as cores das tulipas, alterando naturalmente as camadas superiores e mais baixas dos pigmentos da flor. Foram criadas variadades históricas pelos tulipomaníacos holandeses, estes, infectavam tulipas com vírus “potyvirus”, “aphids” de pessegueiros e “persicae de myzus”, produzindo flores fantásticamente bonitas, porém fazia com que a planta infectada morresse rapidamente.

Atualmente, estas técnicas virais para modificações das cores das tulipas foram erradicadas completamente, e é possível obter cores variadíssimas, inclusive a cor negra, tarefa biologicamente muito difícil, mas obtida através dos offsets (enxertos) ou sementes. Se a planta é geneticamente clone da planta pai, o offset é a única maneira de ampliar o estoque para o cultivo de uma cor específica de tulipas, a Tulipa Negra, por exemplo.

Entretanto, os produtores de tulipas devem ser muito pacientes, qualquer inovação em uma cor padrão da tulipa exige estudo e inúmeros testes de laboratórios para se obter uma cor específica.

Anúncios